Amarelas Bahia - Seu Guia Comercial Online

NOTÍCIAS
voltar

Polícia recupera carga de frios avaliada em mais de 100 mil reais


Policiais da Delegacia de Repressão a Roubo de Cargas (Decarga/Feira) recuperaram parte de uma carga de frios avaliada em mais de cem mil reais, por volta das 18h de ontem (23), na cidade de Simões Filho, Região Metropolitana de Salvador (RMS).

O roubo aconteceu no bairro de Valéria, em Salvador, quando três homens abordaram o motorista Gilmar Lima Alves, 38 anos, morador da cidade de Vacaria (RS). Psicologicamente abalado, ele relatou em entrevista ao Acorda Cidade que passava pelo viaduto quando foi surpreendido pelos assaltantes.

“Eles me fecharam e deram voz de assalto. Disseram que iria levar a carga e que se eu fizesse tudo certinho não ia acontecer nada comigo. Me jogaram para eu ficar de bruços na cama da carreta e me levaram para um cativeiro no mato. Depois um deles foi para um depósito. Fiquei até liberarem a carreta, por volta de meio-dia. Pensei que eu iria morrer”, contou Gilmar emocionado. Em 19 anos de profissão, esta foi a primeira vez que foi assaltado.

Gilmar disse também que a carreta (placa IUW -7639, licença de Vila Maria - RS) foi encontrada vazia na Rodovia Parafuso. Segundo ele, a carga de frios de frango saiu de Pernambuco e seria entregue em Salvador.

De acordo com o delegado Matheus Souza, titular da Decarga, a polícia foi informada sobre o roubo por volta das 10h da manhã de ontem, e iniciou as investigações para localizar a vítima e os assaltantes e recuperar a carga.

“Por volta das 18h localizamos o caminhão e parte da carga em um galpão de Simões Filho. A carga é de produto perecível e de rápido consumo, e isso facilitou que parte da carga fosse vendida ou consumida de uma maneira muito rápida”, disse o delegado agradecendo o apoio de policiais rodoviários federais (PRFs).

Até por volta das 18h desta quinta-feira, nenhum suspeito foi preso. A polícia continua as investigações para localizar e prender os assaltantes.


Informações do repórter Aldo Matos do Acorda Cidade
 

Fonte: Acorda Cidade